23 de jan de 2013

João e Maria Caçadores de Bruxas - crítica, detalhes do filme e papéis de parede

 SEÇÃO FILMES FANTASIA  E FICÇÃO



 E...


 ...SEÇÃO CINEMA DOS DOIS ÚLTIMOS MESES






 ESTREIA DIA 25 DE JANEIRO NOS MELHORES CINEMAS






 TRAILER MOSTRANDO AS BRUXAS SENDO DESTROÇADAS: 



video






 Na crítica, a Mago Filmes RD.Z vai te mostrar o que se pode esperar de João e Maria Caçadores de Bruxas



 Parte 1 - Uma história curta demais, mas que garante sua diversão



 Se este filme tivesse vindo de uma adaptação de game, eu diria que ele possui uma excelente história baseada num jogo de ação para lá de sangrento, fazendo lembrar a própria personagem BloodRayne dos videogames - desmembrando seus inimigos; só que com uma diferente, aqui em João e Maria os alvos da carnificina são as bruxas: “bruxas malignas que voam em vassouras e vão sendo destroçadas da forma mais brutal possível”.
 Só que infelizmente essa diversão  acaba logo em razão do curto tempo de duração que passa o filme. E por causa desse problema não houve roteiro suficiente para melhor detalhar os personagens na trama. 






 Com isso, João e Maria Caçadores de Bruxas, apresenta uma narrativa de fácil entendimento e rápida, onde logo se chega aos seus acontecimentos mais importantes entre os personagens principais: 'mocinhos e vilões'.






Trailer legendado:


video



 TRAILER DE PERFIL DE JOÃO E MARIA:



video







 Parte 2 - Uma nova história feita para João e Maria virarem heróis 



 A história ainda segue com bases no conto original. 
 As crianças João e Maria estão perdidas na floresta, e encontram uma casa feita de doces. Entrando nela eles acabam aprisionados por uma velha bruxa (da mais horrorosa já vista para esse conto) que procura engordá-los para assim poder devorá-los como se fossem o melhor banquete já feito.






 Por sorte do destino os dois garotos conseguem fugir dessa bruxa, e uma nova ideia de história surge a seguir: já adultos os dois, 'João e Maria,' viraram bravos caçadores de bruxas, capazes de dar cabo de morte em qualquer uma delas que estiver em sua lista negra. 





 Parte 3 - A tarefa dos irmãos 



 Na trama: diversas crianças são raptadas, e para recuperá-las, o prefeito de uma cidadezinha de nome, Augsburg, chama por João e Maria. 






 Cabe então a dupla de irmãos caçadores salvar essas crianças, e derrotar a feiticeira maligna responsável por isso.






 Porém, nada é tão simples, já que os dois terão que lidar com forças sombrias perigosas, e vão descobrir graves verdades sobre seus pais.






 Se não bastasse, um xerife de nome Berringer, da cidade de Augsburg, toma o controle impondo uma ferrenha caça às bruxas boas e más. Ah sim, existem as feiticeiras boas nessa história.





 Xerife Berringer e seus atos injustos de caçar até aquelas mulheres que não fazem mal algum a socieddade. 





 Parte 4 - O perfil dos heróis 



 O legal desse filme é que os personagens João e Maria carregam consigo armas capazes de fazer bonito quando exterminam os vilões.
 Além disso Maria apresenta o perfil de uma mulher valente, que não  abaixa a cabeça nem para os machões do pedaço. 






 Já João é o ético personagem das batalhas: valente, destemido, e cheio de garra para acompanhar sua irmã nessa jornada de puro terror negro envolvendo bruxas de aparências sinistras e demoníacas. 





 Parte 5 - Um espetáculo a parte 


 Se você espera por um filme com cenas fantásticas de: ação, efeitos visuais, explosões, e cenários pegando fogo ...ruh...fique feliz, porque este é o filme de fantasia no qual carrega tudo isso para agradar a plateia que o assiste.   




 Parte 6 - Nem tudo é tão bom quanto parece 



 Um dos pontos negativos do filme, e não de tanta importância a levar em conta caso não se foque - é que existem um bom grupinho de personagens secundários, vagos, do tipo aqueles que não são nada interessantes devido a falta de carisma; que somem da história sem mais nem menos. 






 Mas nada prejudica o foco principal que é o envolvimento de João e Maria em recuperar as crianças das garras do mal.






 Parte 7 - A vilã da história 


 Para todo filme deve haver um inimigo principal, e em João e Maria seu nome é Muriel. 





 Muriel é uma feiticeira poderosa e do mal - seu plano perverso está em
sacrificar as crianças locais num grande encontro de bruxas. Mas parece que ela precisa de algo mais...quem será?






 Muriel é mais do que uma perfeita  bruxa demônio: sim, uma líder; mestre enganar as pessoas; ardilosa; de aparência séria, bem humana quando quer; e capacitada o suficiente para concretizar todos os seus objetivos.





 Muriel é a presença pura das trevas dentro do mundo onde habita. Me venho a perguntar: se o roteiro tivesse sido maior, tido umas três horas de filme, como seria bacana ter ampliado detalhes a respeito dessa cobra diabólica que é Muriel, e toda cambada de bruxas que se transformam em diabos puros com aspectos monstruosos.




 Realmente João e Maria Caçadores de Bruxas é um filme que deixa quem vê com vontade de saber mais sobre estes inimigo; de explorá-los em conceitos. 





 Pobre Maria, apesar de forte ela parece fraca e indefesa quando pega pelas bruxas.





 A Mago Filmes RD.Z mostra para você conferir mais imagens, e o visual dessas bruxas que estarão te esperando nos cinemas para serem assistidas por você, leitor: